Liberdade, Disciplina e respeito

Método Wim Hof

Você sabia que pode deixar o seu sistema imunológico ainda mais forte e resistente, realizando apenas algumas atividades simples de respiração, exposição ao frio e exercícios? Este método irá te apresentar um novo estilo de vida, com melhor qualidade, resistência e muito controle do seu próprio corpo.

O Atleta Wim Hof

Win Hof nasceu em Sittard na Holanda e hoje ele possui uma infinidade de recordes, principalmente quando falamos em exposições ao frio extremo. Talvez seja difícil acreditar, ainda mais para as pessoas que são adeptas do banho quente todos os dias, mas Wim Hof foi capaz de subir o monte Everest (maior montanha do mundo) por 6,7 km, escalou até o topo do monte Kilimanjaro, concluiu uma maratona no polo ártico em temperaturas que chegavam à -20ºC e entre diversas outras atividades absurdas em que ele provava a eficácia do seu método. Lembrando que em todos esses eventos, ele utilizou como roupa apenas um par de tênis e shorts.

Hoje esse homem é conhecido como “Homem de gelo” e não é à toa. Ele não é nenhum tipo de super humano e muito menos um “mutante”, como ele mesmo diz, esse método pode ser aprendido e praticado por qualquer um e foi assim que o Método Wim Hof surgiu.

Por que praticar o Método Wim Hof?

Após esse trecho você pode estar pensando que o método serve apenas para você ser resistente ao frio, mas vai muito além disso. Praticando da forma correta e com consistência, você notará diferenças significativas em seu corpo e bem estar.

Ao colocar em prática as técnicas que serão aqui apresentadas, você estará aumentando sua imunidade e consequentemente na prevenção de doenças, redução da dor, da ansiedade, da inflamação e do estresse. Além desses benefícios, a técnica força o seu corpo a queimar gordura e ainda melhora a qualidade do seu sono. 

E como isso funciona?

Assim como já foi dito, o método Wim Hof é sustentado por 3 pilares: Respiração, Exposição ao frio e Exercícios ou Alongamentos.

1 – Respiração

Esse pilar com certeza é o mais importante. Fará você entrar em sintonia com o seu corpo, além de entender como se beneficiar, administrando da melhor forma a sua respiração.

Esta etapa tem o objetivo de expelir o máximo de gás carbônico presente no seu corpo e enchê-lo de oxigênio, isso deixa suas células prontas para trabalhar com o melhor rendimento possível, reduzindo a acidez presente no sangue.  Essa falta de acidez, deixa o sistema responsável pela identificação desta substância “danificado”, permitindo basicamente que você fique imune a qualquer tipo de dor.

O pilar de Respiração pode ser separado em 4 etapas: Posição, Respirações Energéticas, Retenção de Ar e Respiração de Recuperação.

Primeiro começaremos com a Posição. É muito importante que você se sente ou deite de maneira confortável em algum lugar seguro. Jamais realize essas técnicas enquanto dirige, na água ou em pé, pois é comum nas primeiras vezes, ocorrer desmaios.

Já a segunda etapa é sobre as Respirações Energéticas, que basicamente seria você inspirar profundamente e expirar o ar com leveza, 30 vezes. Aqui você pode começar a sentir alguns formigamentos, tonturas ou outros sintomas, mas fique tranquilo, isso é comum de acontecer.

Após as 30 repetições entramos na terceira etapa, Retenção de Ar. Encha o seu pulmão, esvazie-o e prenda a respiração ao máximo que conseguir. Com certeza você irá se impressionar com o resultado.

Por fim, faremos a Respiração de Recuperação. Ao sentir necessidade de respirar, inspire e prenda por 15 segundos, depois solte. Repita as Respirações Energéticas, logo após a Retenção de Ar e volte a fazer a Respiração de Recuperação. Siga esta sequência 3 vezes, sua retenção de ar deve aumentar a cada tentativa.

Todos esses processos farão com que você sinta seu corpo e mente totalmente relaxados e conectados, assim como um bem estar incrível. Gostaríamos de lembrar novamente, caso for realizar as técnicas descritas, as faça sempre em locais seguros. Jamais praticar ao dirigir, na água ou em pé.

2 – Exercícios e Alongamentos

Após fazer a Respiração Energética e depois a Retenção de Ar, escolha se deseja fazer um alongamento ou exercício, mantendo presa a respiração. Você vai notar uma diferença incrível, pois provavelmente vai conseguir maior desempenho e resistência nas flexões por exemplo, ou maior flexibilidade se você optou pelo alongamento. Incrível né?

3 – Exposição ao Frio

Agora chegou um dos momentos mais terríveis psicologicamente falando, mas lembra? Ao deixar suas células ricas em oxigênio, você diminui a acidez do seu sangue e consequentemente você fica imune à dor, permitindo ficar um tempo muito maior embaixo do chuveiro com a água gelada, em um rio ou piscina mesmo em dias frios.

A Exposição ao Frio obriga o seu corpo a produzir calor e é aí que você emagrece. O corpo utiliza a sua gordura como combustível para se aquecer, além disso o seu sistema cardiovascular aumenta a circulação de sangue, ativando também o sistema imunológico, deixando-o muito mais resistente e preparado para futuros “problemas”.

Agora você esta “blindado”

Talvez nos primeiros dias seja bem difícil, principalmente quando for entrar na água fria ou piscina de gelo, mas você pode ir “subindo de nível”. Comece tomando um banho normal, mas ao finalizar, tente ficar alguns segundos embaixo da água fria. Praticando diariamente, com certeza você irá se acostumar e logo logo estará tomando seu banho totalmente gelado ou dando aquele pulo na piscina mesmo nos dias mais frios do inverno.

Wim Hof – “A menos que esteja disposto a experimentar coisas novas, você nunca vai realizar todo o seu potencial.”

Esse post pode ser útil

O que é Bushcraft?

Mesmo que você seja leigo ou experiente no assunto, informação e conhecimento nunca é demais. Então se está querendo entender melhor as diferenças entre Bushcraft e outras atividades de aventura, […]