Podcasts e Conteúdos sobre Defesa e Liberdade

O que é uma Go Bag?

Uma mochila para emergências. Essa frase resume muito bem o que é,  mas exploraremos um pouco mais além dela. Não é difícil saber o conceito de uma emergência e o que devemos ter por perto ou junto a nós, mas quando analisamos especificamente cada tipo de emergência e o contexto dela, nós podemos ter várias formas de imaginar o que seria essa mochila, ou melhor, o que tem dentro dela. Preparadores ou como também são chamados pela sigla inglesa “preppers” já estão mais do que familiarizados com o termo assim como o item, portanto, mas ainda é um assunto de suma importância para o meio armamentista que é pouco levado a sério, por isso vamos fomentar mais um pouco esta técnica neste texto.

No caso de defesa pessoal ou de uma equipe, seja na liderança da mesma ou simplesmente na atuação em conjunto como membro, uma Go Bag (também chamada de Bug Out Bag) é o nome dado a uma uma mochila com os itens essenciais para sobreviver um determinado tempo, uma mochila que seja de fácil e rápido acesso. Existem várias configurações para esse tipo de uso da mochila assim como a própria. Nós temos modelos que estocam itens que vão da sobrevivência entre 24h e até 72h e que na hora “H”, a sua função se revelará pois é quando “a merda bater no ventilador” ou quando “a coisa pega pra capá”, entre várias outras expressões regionais que transmitam a idéia de que a “coisa está feia” e você só pode carregar um item, a Go Bag é esse item.

Mas afinal, o que tem dentro dela?

Remédios, comida, ferramentas versáteis, água. Basicamente, estes são os itens padrões que todo mundo adepto ao conceito insere. Algumas particularidades podem ser adicionadas, mas essas ficam difíceis de serem analisadas pois dependem de cada indivíduo, de sua capacidade, da emergência que espera enfrentar como uma genérica ao ficar preso numa ilha ou em um mato ou uma emergência muito mais específica como ter que enfrentar inimigos para ajudar alguém.

Outros itens que são adicionados na Go Bag também variam conforme cada pessoa, como uma que possui alguma doença que precisa de um remédio indispensável mas é completamente descartável para outra, como diabetes e sua insulina, ou preferência de mais comida, um indivíduo pode decidir carregar pouca água e um filtro enquanto outro decide carregar mais quantidade de água engarrafada, um escolhe ter carregadores extras com munição da sua arma de porte enquanto outro indivíduo usa esse espaço/peso para carregar mais latas de comida por exemplo.

Por serem difíceis e escolhas muito íntimas, vamos tratar dos padrões, o que é essencial e/ou altamente recomendável pela sua utilidade universal numa emergência para qualquer pessoa.

Quais remédios eu devo levar?

Analgésico e Anti-inflamatório

Pode parecer estranho, mas um anti-inflamatório não-esteróide é um tipo de analgésico. Nosso objetivo neste instrumento não é dar aulas de medicina, pois isso seria além de irresponsável, uma desventura sem tamanho, exatamente por isso não ousaremos entrar em uma jaleco médico e recomendar remédios, apenas deixamos a reflexão de que são itens pequenos, extremamente baratos e leves, facilmente carregados e podem nos dar alguma ajuda.

Lembre-se de ter consigo também outros remédios essenciais a suas condições, como por exemplo, insulina, remédios para pressão alta/baixa, bomba de asma ou anti-alérgicos. Essas particularidades devem ser lembradas por cada indivíduo e não podem de jeito algum serem esquecidas. É importante lembrar também que apesar da Go Bag ser um item que visa o uso momentâneo, é essencial protegermos os remédios da água, uma vez que é possível pegarmos uma baita chuva nesse curto espaço de tempo de sua utilização.

Comida

Enlatados, pães e barras de nutrientes

Passar 1, talvez 3 dias com fome, que é o tempo que geralmente uma mochila nos dá de suprimentos, não é legal. O problema de uma mochila, ou seja, da nossa Go Bag, é que ela em via de regra não pode ser muito grande e pesada, e comida geralmente ocupa muito espaço e pesa consideravelmente. Com isso, devemos ter em mente algo que seja nutritivo para nos mantermos saudáveis, obviamente, mas que ocupem o menor espaço possível assim como seja o mais leve possível. Somente com este conceito já podemos ver que em uma mochila de emergência não será possível carregarmos um franguinho assado nem aquela marmitinha maravilhosa cheia de opções do dia a dia, temos que focar em eficiência e não em prazer. Este é o desafio que geralmente enlatados e barras de cereais tendem a vencer e por isso são as opções mais recomendadas. Pense na sua necessidade e encontre a quantidade ideal de comida para levar em sua Go Bag, não existe fórmula mágica de quantas latas nem qual sabor, o importante aqui é termos a consciência de que precisamos encontrar um ponto de equilíbrio entre peso, tamanho e capacidade de nos alimentarmos.

Bebida

Há algumas pessoas – e preparadores – que citam bebidas industriais que contém nutrientes adicionados em sua fórmula. É bacana pela composição em si mas a Go Bag não é exatamente o tipo de conceito e utensílio para você ficar se hidratando pelo resto da vida, é apenas para ter os meios necessários para sobreviver um, dois talvez três dias apenas. Por isso, neste texto, iremos recomendar a famosa água.

Mas como a água ocupa espaço e pesa (assim como a bebida industrial), cada usuário precisará calcular uma quantidade que seja possível ter disponível sem sobrecarregar sua mochila e claro, tenha uma garrafa pelo menos para não necessariamente precise gastar energia e espaço carregando muita quantidade de água, pois conseguirá coletá-la e armazená-la através do ambiente caso a quantidade que carregou comece a se tornar, pela sua percepção do que está passando, insuficiente ou que tenha riscos crescentes disso.

Uma excelente opção e altamente recomendável é um filtro. Sendo leve, pequeno e extremamente útil, torna-se praticamente uma opção obrigatória, pois com esse item você poderá arrumar uma maneira de coletar água, usando sacolas plásticas de supermercado e folhas, por exemplo, ou simplesmente de riachos, e ter a certeza de consumir água filtrada. No pior cenário terá a certeza de que estará mais limpa do que bebendo direto do ambiente, ainda mais se por ventura essa água escorreu de algum telhado, por exemplo.

Ferramentas

Mochila

Item óbvio para uma Go Bag, não é mesmo? Trocadilhos à parte, procure por uma boa qualidade do tecido, costuras firmes e zíper bem feito. Esses são itens obrigatórios. Você não vai querer que sua mochila arrebente no meio do caminho, num pulo de um muro ou ser puxada por qualquer motivo ou que numa correria de abrí-la, o zíper quebre ou agarre. Evite economizar neste item porque é o item que você quase nunca usará – ou assim esperamos – mas quando precisar, é uma situação em que naturalmente você já terá desafios a enfrentar, não precisamos ter mais uma dificuldade como uma mochila arrebentada.

Outro ponto que apesar de não ser crucial, acaba dividindo opiniões e considero útil nos dias de hoje onde temos acesso fácil e não muito mais caro pelo benefício oferecido, é a mochila ser impermeável ou pelo menos resistente à água. Isso economizaria algum trabalho como citado anteriormente, em proteger remédios, por exemplo. A mochila inteira sendo impermeável já nos dá uma boa vantagem. Uma capa de chuva também é uma boa opção.

Faca
É uma das principais ferramentas da história da humanidade. De defesa contra inimigos, sejam racionais (pessoas) ou bestiais (animais silvestres e até domesticados em frenesi) até a construção de móveis e objetos usando a moldagem da madeira, ainda mais se tiver consigo alguns pequenos pregos que poderão ser fincados em madeira com o cabo da faca, ou até apertados com seu corpo, a faca é extremamente essencial e não pode faltar de jeito nenhum em uma Go Bag.

Muitas pessoas portam facas o tempo todo, neste caso, há quem se permita não carregar na mochila pois já a tem consigo, mas há os defensores de haver pelo menos uma boa faca guardada como backup. Este é o mesmo conceito de armas de fogo, onde o recomendável – nem sempre possível ainda mais no Brasil – é portarmos duas armas, a principal e a secundária, ou a popular “arma de backup”.

Kit primeiros socorros

Tão importante quanto a faca, talvez até mais, é o kit de primeiros socorros. Parar um sangramento é tão importante num acidente ou em um combate quanto saber causar um em algum inimigo. Gazes, ataduras e esparadrapos são extremamente úteis e pesam pouco, se dobrados corretamente e armazenados na mochila com cuidado, ocupam pouco espaço. Torniquetes são essenciais, mas é preciso saber usá-los. Se não tem, considere comprar um ou dois, se comprar, considere aprender a usar. Bandagens e seladores (como os seladores de tórax) são quase que obrigatórios (eu diria que são sim!) e também não pesam nem ocupam muito espaço. Um curso de APH é bem recomendado também, pense em fazer se já não fez.

Algumas mochilas até possuem velcros ou bolsos próprios para que o kit fique do lado de fora da mochila, facilitando o acesso, não precisando ter que abrir e procurar dentro e debaixo de um monte de coisa.

Os primeiros socorros são parte importantíssima de uma Go Bag, tanto quanto ter o que comer e beber. Pense que nós aguentamos “numa boa” 2 dias sem comida e 1 dia sem água, mas eu duvido que alguém dure mais de 10 minutos com hemorragia. Não vacile nestes itens.

Isqueiro

Pequeno, barato e não preciso explicar a importância do fogo. Hoje em dia temos isqueiros impermeáveis inclusive. Existem pederneiras e fósforos a prova d ‘água, mas sinceramente, apesar de úteis, hoje em dia temos ferramentas mais aprimoradas para isso como isqueiros impermeáveis, então é item obrigatório!

Luvas e botas

Luvas também consomem pouco espaço, principalmente por poderem ser fixadas do lado de fora da mochila e que servirão para tarefas diversas. Vale muito a pena ter um bom par no kit. Serem impermeáveis ou não gera uma fácil e observável divisão de opiniões, uma vez que não faz muito sentido proteger somente a mão da água enquanto o corpo é o que devemos de fato nos preocupar nesse cenário de chuva ou qualquer contato com líquido não corrosivo/tóxico, portanto, fica a seu critério.

Completando os extremos, uma boa bota é essencial, mas no caso da Go Bag, carregar um sapato tratá algumas desvantagens e como é um item para ser acessado e usado rapidamente, é plausível considerar que a pessoa já estará calçada com algum sapato quando usá-la.

Paracord e Gear Tie

Esta pequena e fina corda sintética vem junto com os conceitos de ser pequenos e úteis do isqueiro. Tenha alguns metros em sua Go Bag pois cordas, ainda mais resistentes como uma paracord, são extremamente úteis e versáteis nos dando opções de uso que vão desde a criação de um arco para caçar pequenos animais até rebocar veículos. Já a Gear Tie é uma alternativa que tem ganhando notoriedade entre preparadores de todo o mundo

Celular

Básico do nosso dia a dia, um celular no ano de 2021 dispensa apresentações de suas funcionalidades, mesmo que básicas como a lanterna. As baterias hoje em dia, em média, conseguem durar pelo menos um dia, talvez um pouco mais dependendo dos modelos e das configurações que podemos fazer no aparelho para economizar. Pequeno, leve e que praticamente toda pessoa tem hoje em dia. Considere para o caso de emergência, ter uma capa protetora de água em sua mochila.

Lanterna

Não dá pra contar com a lanterna do celular, por isso, uma ferramenta que tenha sua função primária específica para iluminar é essencial. Com diversos modelos disponíveis no mercado, podemos escolher a que melhor cabe em nosso bolso assim como em nossa Go Bag. A recomendação é sempre ir nas melhores, cuja bateria dure o maior tempo possível, não seja afetado por água de jeito nenhum (impermeável) e que tenha uma boa iluminação. Outro fator a ser considerado também é a qualidade do material, não adianta ela ter todas as opções anteriores em máxima eficiência e quebrar no primeiro esbarrão que dermos no sofá da sala na hora de sair correndo de casa. Tenha sempre a durabilidade em mente.

Alicate

Outra excelente e recomendável ferramenta. Você aumenta de forma colossal sua “pegada” em algum objetivo, pode usar para torcer cabos, cortar fios, abrir buracos em madeira. Se tiver treino ou saber usar a criatividade, pode até servir como arma imprópria de defesa. Ferramentas que servem para inúmeras funções devem ser as priorizadas, e o alicate definitivamente é uma delas.

Canivetes multi-uso

O popular canivete suíço é extremamente útil por ser precisamente a ferramenta que fornece várias funções conforme citado no item anterior. Por conter em seu corpo várias ferramentas em uma só e ser geralmente pequeno, nos dão características que tornam este item muito bom de se ter na mochila pois nos oferece uma gama muito grande de uso por pouco espaço e peso, ainda mais se tiver um alicate embutido, não faz sentido seguir o item anterior.

Itens diversos e outras considerações

Máscara de ar, proteções químicas (protetor solar por exemplo), mantas térmicas, cabos, ganchos, rádios, powerbanks (aquelas baterias que carregam celulares), roupas impermeáveis ou capas de chuva, cabanas portáteis para 1 pessoa ou 2 dependendo do que pretende, bonés ou outros tipos de chapéus, meias extras, varetas de luz química, sinalizadores, powerbank para eletrônicos e celular conforme citado anteriormente, algemas, presilhas, arames, martelos, machados e pregos também podem ser muito úteis apesar de somarem certo peso, e diversos outros itens podem ser adicionados.

Como já dito, não existe uma regra para o que cada pessoa deve preparar em sua mochila para carregar e eventualmente usar, isso na verdade cabe a cada um analisar a si próprio e o ambiente/situação que cogita enfrentar. Se de alguma forma for possível ter na Go Bog o maior número possível de ferramentas ou todas, ótimo! É melhor ter e não precisar usar do que precisar e não ter. A regra que talvez podemos colocar é que uma mochila de emergência não pode oferecer mais dificuldade do que opções de uso.

Seria muito bom carregarmos 4 caixas de munições contendo 50 unidades cada, totalizando 200, da nossa pistola .45 assim como um machado de lenhador com cabo sintético preenchido com 1kg de comida em conserva, um notebook para termos acesso a livros digitais que nos oferecerão conhecimentos e 1 galão de 20 litros de água. Seria ótimo e apenas isso: seria. Então é preciso atenção na construção de um item que usaremos em casos extremos.

Arma de fogo

Essencial acima de qualquer outro pois com ela você consegue todo o resto, ou pelo menos, tenta conseguir, considerando o pior cenário possível. Em um cenário de completo caos é natural que nossa bússola moral seja desconfigurada e somente a sobrevivência, o instinto mais forte da natureza animal, mova nossas ações.

Este item dispensa apresentação sobre seu uso e sobre sua importância ainda mais em casos de vida ou morte, então faremos apenas alguns alertas.

Se desconsiderarmos este cenário radical que apesar de hipotético neste texto é possível de se tornar real, ainda teremos a necessidade da a a arma de fogo estar no topo da lista, mas que neste texto foi jogada para o final propositalmente.

Isso porque o uso de uma Go Bag não é específico a cenários caóticos de destruição e desordem, ela pode ser usada no dia a dia comum onde enfrentaremos problemas que não são de desordem do tecido social mas rotineiros, como um amigo sofrendo um acidente e precisando de ajuda.

Ao trazermos este aspecto para um país completamente desarmamentista como o Brasil,o uso de armas de fogo no nosso dia a dia ainda que legalizadas podem acarretar problemas inesperados.

Este motivo foi o que fez deixar a arma de fogo no final deste texto, pois é preciso cautela para colocarmos uma arma (talvez uma segunda arma) em nossas mochilas de emergência, pois no caminho para a mesma, por menor que seja a chance, alguma coisa pode dar errado com esse item.

Outra recomendação importante é saber usar. Coloque como regra para si os seguintes pensamentos:

  1. Você nunca sabe usar a sua arma de fogo. Isso te dará a consciência de que sempre precisa aprender um pouco mais e revisar o que já aprendeu.
  2. Caso precise usar é porque está perante necessidade de vida ou morte. Se essa necessidade for mediante um agressor ruim, seja pior do que ele.

 

E aí, já está com sua mochila do lado para começar a calcular espaços e os itens que lhe faltam? O que está esperando? Avante!

Esse post pode ser útil

Como Sobreviver no Deserto

Talvez você seja um escalador, alguma pessoa que goste de acampar em montanhas, alguém que se identificou com o “trekking”, um maratonista de alto rendimento, enfim, se você pratica alguma […]

O que portar no seu EDC?

Diariamente você pode passar ou já passou por algum aperto, pegar uma chuva na ida ou na volta do trabalho, ferramentas para consertar alguma coisa, uma boa lâmina para cortar […]